O pungente relato sobre "Pipoca" não fala exatamente de alegria. As entrelinhas falam da solidão extrema. Assim sempre foi, apesar da imensa alegria pelos filhotes que eram tratados com o mais digno respeito que pode um ser humano dedicar a um animal... Eles eram personalidades muito mais que queridas. Foram alvo de dedicação afetiva extrema!